Entre os dramas estéticos que mais incomodam as mulheres estão as temidas unhas fracas. Caracterizadas pelo aspecto quebradiço e poroso, elas ainda podem apresentar problemas, como manchas, ondulações e cor amarelada. Algumas das principais causas das unhas fracas são causadas por uma dieta desequilibrada e o contato direto com produtos de limpeza.

Conheça quais são os passos para fortalecer as suas unhas:

Equilibre sua alimentação

As unhas são ricas em proteína e podem ser prejudicadas se o organismo da pessoa estiver em desequilíbrio, o que pode ser causado por uma dieta pobre ou mal elaborada. Neste caso, invista em uma alimentação variada e rica em ferro (vegetais verde escuro, carne vermelha, ovos e soja), vitaminas do complexo B (limão, mamão e pera) e zinco (nozes, ostras e caranguejo).

 Aposte na base fortalecedora

A base fortalecedora pode ser usada embaixo do seu esmalte preferido para proteger as unhas e os óleos muitas vezes oferecidos por manicures, a base fortalecedora tem sua eficácia, pois age diretamente na queratina das unhas, unindo-as e deixando-as mais endurecidas.

 Use hidratantes nas mãos

Uma unha desidratada quebra e abre suas lâminas com facilidade. Para combater o problema, nada melhor do que um bom hidratante. Seu uso promove uma maior maleabilidade das fibras da proteína, impedindo que se rompa com facilidade. Na hora de escolher o hidratante, prefira os que contêm óleos essenciais e uréia

Use luvas nos serviços domésticos

Produtos de limpeza, como detergente, sabão em pó e quaisquer outros, quando em contato direto com a pele, acabam sendo agressivos às mãos e, principalmente, às unhas. Até mesmo ficar com as mãos na água por muito tempo é prejudicial, pois deixa as lâminas temporariamente mais moles. Para resolver o problema, basta usar luvas impermeáveis em todos os serviços de casa, desde uma simples louça até a higienização de um banheiro.

 Poupe as cutículas

A cutícula é uma pele que protege a base das unhas contra a entrada de fungos e bactérias e, por isso, não deve ser retirada. Entretanto, por fins estéticos, já se tornou rotina eliminá-la toda vez que se vai à manicure.  O melhor na hora de fazer e não retirar toda cutícula. Retire apenas o excesso e verifique se os utensílios foram esterilizados. Fique atento também à espátula que empurra a cutícula. Ela pode causar traumas nas unhas se não for manuseada com cuidado.

 Corte e lixe as unhas

Quando você corta as unhas elimina a parte mais frágil e sujeita a quebras. O corte deve deixar os cantos retos e a unha deve ficar de um tamanho que ao encostar os dedos em uma superfície plana, você sinta apenas a unha entrar em contato com o objeto e não a ponta dos dedos. Já a lixa deixa a lâmina mais uniforme, evitando que enganche e lasque. O procedimento deve ser feito a cada cinco ou sete dias.

 

Fonte:MinhaVida