Maquiagem ajuda e atrapalha, tudo vai depender da forma como escolher usar. Ela tem o “poder” transformador que pode te deixar alguns anos mais jovem, mas em contrapartida, caso usada de forma mal pensada, pode agregar alguns aninhos à mais que ninguém quer.
Separei algumas dicas para fugir dessas armadilhas da makeup e tirar sempre o melhor delas. O batom, por exemplo, todas amamos, sejam eles clarinhos, mais escuros, fato é que o batom escuro, por si só já dá uma envelhecida.
Com o passar dos anos é normal algumas ruguinhas começar a surgir ao redor da boca, e usar um batom escuro, acentua essas ruguinhas, então, quanto mais idade tiver, escolha batons mais claros, só nessa mudança já ganha alguns aninhos a menos.

Os batons cremosos também ajudam a evidenciar essas ruguinhas, então prefira os com acabamento matte. Para evitar que os lábios sofram com o ressecamento, comum quando usamos esse tipo de batom, use um lip balm antes do batom, isso irá manter os lábios hidratados, mas visualmente sequinhos.

As sobrancelhas também contribuem muito para um visual mais jovem. Quanto mais fininha a sobrancelha, mais idade a pessoa aparenta ter, sendo assim, aproveite a tendência das sobrancelhas bem marcadas e cheias, e remova apenas os excessos, mantendo sempre o desenho original delas.

Outro ponto importante a destacar é quanto a base. As bases cremosas, por mais que sejam gostosinhas de aplicar, devem ser evitadas, pois ao longo do dia, com o corre corre, elas vão derretendo e acumulando nas linhas de expressão, deixando essas ainda mais evidentes.

A dica é trocar a base cremosa, por bases com consistência mais fina, que disfarcem bem as imperfeições e uniformize a pele. O primer ajuda a manter tudo no lugar.

O lápis é um querido né. Ele garante um olhão lindo, mas pode ser um “vilão” quando usado na parte inferior dos olhos, por evidenciar as olheiras. Para evitar isso, aplique-o apenas na parte superior, e capriche no rímel na parte inferior.
Essas são dicas bem básicas, mas que podem transformar as suas produções.

 

Fonte: Site Balsaquiana