É comum a gente achar que cabelo seco e ressecado é tudo a mesma coisa. Que nada! Existem diferenças entre eles e a principal é que o primeiro é uma condição natural do fio, enquanto o outro é, geralmente, uma consequência de procedimentos químicos. Por isso, cada tipo precisa ser tratado de um jeito. Veja qual é o melhor tratamento para cada caso.

 

COMO SABER SE O MEU CABELO É SECO?

O couro cabeludo é o responsável pela produção da oleosidade natural. É ela que protege a fibra capilar e evita a quebra dos fios. No entanto, quando se produz pouco óleo, os cabelos ficam mais quebradiços, opacos e com frizz. Quem é cacheada ou crespa sabe bem é o que é isso! O formato encaracolado dificulta a passagem da oleosidade até às pontas e, por isso, eles são mais secos no comprimento.
Se esse é o seu caso, você precisa caprichar na hidratação, para repor a água que seu cabelo está precisando. Isso independe se ele é virgem ou não, já que o aspecto seco é uma característica própria do fio. Com o tratamento, no mínimo uma vez por semana, você vai notar o resultado logo nas primeiras aplicações.

O QUE FAZER PARA CUIDAR DO MEU CABELO RESSECADO?

Nenhum fio é naturalmente ressecado, ele está nessa condição por algum motivo. O mais comum é que seja por causa de algum procedimento químico, que pode ser alisamento, relaxamento ou coloração. Nesse caso, as madeixas ficam mais quebradiças, armadas, com frizz e sem movimento.
O melhor tratamento para o ressecamento é investir no cronograma capilar completo. Tem que caprichar na hidratação, mas não pode esquecer da nutrição e da reconstrução, já que os fios estão sem água, lipídios e proteínas. A recuperação é um pouco mais lenta, mas, com dedicação, você vai conseguir cabelos mais saudáveis e macios.

EXISTE ALGO EM COMUM ENTRE OS DOIS TIPOS?

As características entre o cabelo ressecado e o seco são diferentes, mas alguns cuidados são comuns para ambos os casos. A lavagem dos fios pode interferir no aspecto das madeixas, por isso, fique atenta à temperatura da água – sempre fria, no máximo morna – e aos produtos que você usa para higienizar os fios. Prefira os shampoos e os condicionadores sem sal, que agridem menos.
Outra dica é sempre proteger os fios dos agentes externos e das ferramentas de calor. O sol, a poluição e a umidade, assim como a chapinha, o secador e o babyliss, fragilizam e ressecam as madeixas. Não esqueça, então, de aplicar um produto termoativado sempre que for se expor ao sol ou fizer escova.

 

Fonte: Fique Diva