O QUE É O BOTOX CAPILAR?

É um tratamento de preenchimento dos fios que recupera o brilho e a elasticidade dos cabelos. Seu maior mérito é a eliminação quase completa do frizz.

 

BENEFÍCIOS

Tratamento que virou febre nos salões de beleza nos últimos anos, ele promete (e, acredite: cumpre) reduzir o frizz e até 50% do volume sem remover as ondas naturais das suas madeixas. Isso sem falar no brilho – sete dias após a aplicação.

 

DE QUE É COMPOSTO?

É formulado com matérias-primas de baixíssimo peso molecular”. Ao contrário da escova progressiva, ele não leva formol em sua composição, além de não ter cheiro e não provocar desconfortos como coceira ou ardência nos olhos durante a aplicação. Na prática, é o tipo de tratamento completamente indolor, inodor e “tranquilo” de fazer. Tudo que você precisa é de tempo. “Ele vai promover a redução do volume e a eliminação do frizz graças ao realinhamento térmico de zonas alfa e beta da fibra”.

 

COMO FUNCIONA?

Reserve, pelo menos, três horas do seu dia quando for se aventurar com o botox capilar – mas eu garanto que vale a pena. A primeira fase é a lavagem tradicional dos cabelos, que segue da aplicação do produto ao longo de toda a extensão dos fios, da raiz até as pontas. 50 minutos depois,  enxagua-se a maior parte do botox, deixando apenas 20% da substância nas madeixas. Após esta fase, com a ajuda de uma prancha, selam-se os fios calmamente, mecha por mecha. Depois disso, já para a água de novo: chega a hora de fazer o enxágue final e, finalmente, realizar a escova com secador.

 

RESULTADOS

Apesar de você sair com as madeixas super lisas, não confunda o botox capilar com escova progressiva: ele tira o frizz e o volume, não os cachos e ondas. O tratamento deixa você com cabelos ao melhor estilo “acordei assim”.

 

CONTRA-INDICAÇÕES

Não possui. Todos podem fazer!

 

CUIDADOS PÓS-APLICAÇÃO

“Evitar produtos antirresíduos, manter as hidratações quinzenais em casa e, a cada 30 ou 45 dias, realizar hidratações mais profundas com o seu profissional de confiança”.

 

Fonte: Vogue